Páginas

26 de julho de 2010

O Caso Cine Belas Artes

Eu acho incrível como as pessoas do Twitter fazem campanhas para as coisas mais bestas que possamos imaginar. Os conhecidos TT's BR sempre deixam a desejar.

A internet é uma ferramenta fantástica e temos que usá-la em prol da cidadania, temos que saber a impotância e a força que essa ferramenta nos oferece.

Por isso o grande amigo Thiago Meia e eu, além de algumas (poucas) pessoas no twitter, estamos fazendo uma campanha para ajudar o Cine Belas Artes a ganhar um novo patrocinador.
Explico:
O Cinema foi inaugurado na década de sessenta e já passou por vários "perrengues" até que o cineasta André Sturm, da Pandora Filmes assumiu a direção do Cine junto com a O2 de Fernando Meirelles. Foi ai que aconteceu o patrocínio do banco HSBC, mas em Março desde ano o banco deidiu reincidir o contrato, como pode ser visto aqui
.

Sturm afirmou que se não conseguir um patrocinador terá que fechar o cinema.

Várias pessoas estão se mobilizando, vários jornais noticiaram o fato, mas infelizmente ninguém parece querer patrciná-lo.

O blog Patrocinem o Cine Belas Artes , foi criado com a intuição de chamar a atenção de alguns empresários e está divulgando a programação do cinema. Assim como o Twitter @belasartescine que mostra as novidades.

O Cine Belas Artes merece o nosso apoio, afinal ele é um dos poucos cinemas que ficam na rua, que se localiza na melhor avenida da cidade, faz o noitão, passa filmes conhecidos como "lado B" e reuni gente de todas as tribos.

Até o mês de setembro 17 restaurantes paulistanos criaram a campanha "Salve o Belas Artes: Tudo Pode Dar Certo”, onde de segunda a quinta você assiste a um filme por R$5 e ainda ganha uma sobremesa em um desses restaurantes.

Vamos lá, juntem a galera para ir ao cinema, coloquem no twitter a hashtag #salvemobelasartes.

Pois é triste saber que ele pode ser substituído por um puteiro ou coisa parecida.

=**

2 comentários:

Thiago Teixeira disse...

As pessoas deveriam saber que filme cult ocasionalmente também tem putaria, o cinema ia lotar.(o tenso é que o contexto pode deixar o público mais traumatizado que as cenas explícitas). Tomaris que alguém perceba o valor do cinema logo. è um patrimônio da cidade - e passa filme bem baratinho, hehe.

Renato disse...

Tantas coisas para se fechar que não tem um mínimo valor cultural... Mas quem corre risco mesmo é o Cine Belas Artes... Uma pena, espero que o final seja feliz, com acontece muitas vezes no cinema! #salvemobelasartes
Bjus Até mais :)