Páginas

17 de julho de 2008

Vivendo e aprendendo


Desde que nasci aprendi que as minhas vontades nem sempre serão atendidas, a menos que outras pessoas a julguem prudentes. E que se realmente quisesse algo teria que batalhar, espernear, me humilhar, chorar e mesmo assim correr o risco de não ter esse desejo realizado.

Hoje estou com 20 anos, idade em que as leis da sociedade me dizem uma pré-adulta, e durante todo esse tempo consegui aprender que a felicidade só existe dentro de cada um, que só seremos felizes se estivermos bem com nós mesmos.

Mas, como? Infelizmente as nossas decisões não dependem unicamente de nós, sempre esperamos que outras pessoas possam nos ajudar, esperamos também aprovações ou até mesmo que outras pessoas possam resolver isso ou aquilo. Por quê? Medo!!

Existem pessoas que não brigam por aquilo que acreditam ser prudentes por medo do que os outros vão achar, por medo de quebrar a cara, por medo de tomar decisões (prefere levar ordens), por pura preguiça, por medo de ser feliz ou até mesmo por acreditar que esta vontade por ser adiada.

Batalhar, espernear, se humilhar, chorar, tudo isso vale a pena se for feito para o seu próprio bem. Ninguém vai se dar ao trabalho de se preocupar com uma segunda pessoa, pois se queremos ver as coisas conquistadas um outro alguém vai ter que sofrer. Nem tudo é para todos.

Ao longo desses 20 anos descobri um monte de coisas. Descobri que algumas pessoas podem ter o mesmo intuito que você, descobri que existem pessoas que vão te fazer chorar, descobri que realmente existem pessoas que correm atrás de seus sonhos, descobri que algumas pessoas só fazem as coisas para ter algo em troca, descobri que muitas pessoas vão puxar o seu tapete e poucas vão te ajudar a levantar.

Pode parecer pouco mas nestes 20 anos acumulei muitas experiências e algumas lições de vida. Aprendi que acima de qualquer atitude você tem que ter paciência, tem que entender como as pessoas funcionam, cada um tem um ritmo. Aprendi que chorar faz bem e que quebrar a cara é essencial.

Tudo conspira para o nosso conhecimento e crescimento. Afinal a vida é uma escola, onde nós somos os professores e os alunos, ela não pára, e as nossas férias só chegam quando sentimos o gostinho da conquista.

3 comentários:

Magno disse...

We are the champions!

Thais Aux disse...

Nem sabia que vc tinha blog! Vou visitar mais vezes!!!

Bjsssssssssssss

AnaCeu disse...

Também aprendi nesse tantos anos de vida (nossa, estamos velhas, hein? hahaha) que existem pessoas mais q especiais, e essas pessoas são sempre as que menos imaginamos...
Adorei te conhecer, adoro tua companhia, gatona!!! Obrigada por fazer todas as baladas valerem a pena... beijoooo